Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TV MEMÓRIA

TV MEMÓRIA

17
Fev19

Eventos da Realeza na RTP

desenhosanimados-anos90

NA RTP1:

1997: Morte e Funeral da Princesa Diana

1997: Casamento Infanta Cristina e Iñaki Urdangarin

1999: Casamento Príncipe Andrew do Reino Unido e Sophie 

A emissão RTP foi conduzida por Raul Durão. A RTP é de longe a estação mais empenhada na cobertura do casamento do filho mais novo de Isabel II. Às 15h35 exibiu a entrevista que os noivos deram à BBC.

No dia anterior transmitiu um documentário sobre o casal.

2016: Parada dos 90 Anos da Rainha Isabel II

Transmissão em directo da parada que assinala os 90 anos da Rainha com os comentários de Margarida Mercês de Mello e o Professor João Figueirôa Rêgo.

2014: Casamento Real Príncipe Harry e Meghan Markle

Carlos e Diana: Os 10 Primeiros Anos (Documentário)

Documentário sobre o Iate Britannia

Linha da Frente - Reportagem sobre o Rei D. Manuel II

NA RTP2:

2014: Coroação Felipe VI de Espanha

Documentário "A Firma"

Documentário "Uma Mulher do Século, A Rainha Mãe"

09
Fev19

Eventos da Realeza na TVI

desenhosanimados-anos90

1997: Morte e Funeral da Princesa Diana

A TVI deu conta das notícias da morte da Princesa Diana nos seus espaços informativos. Às 12:45 horas do dia 31 de agosto de 1997, Paulo Salvador deu, em direto, a notícia da morte da princesa Diana na TVI.

A emissão especial do funeral da Princesa Diana na TVI foi conduzida por Paulo Salvador, a partir de Londres, e em estúdio por Paula Magalhães.

1999: Casamento Príncipe Andrew do Reino Unido e Sophie 

A opção pelo confronto entre o Beira-Mar e o Campomaiorense obrigou o quarto canal a relegar para as 19h15 as imagens do "último casamento real do século" e os comentários de Vítor Bandarra.

2004: Casamento Real Felipe, Príncipe das Asturias e Letizia Ortiz

Na TVI, Henrique Garcia, Júlia Pinheiro e Felipa Garnel (directora da revista “Lux”) conduzem a emissão num estúdio junto ao Palácio Real. O estilista Matos Ribeiro, um membro do conselho privado de D. Duarte, Augusto Ferreira do Amaral, Bouça Serrano, vice-presidente do Instituto Camões, e o padre António Rego são os convidados da TVI, numa operação que conta com realização de Luís Salvador e coordenação de Paulo Salvador..

Em Madrid a TVI contará também com os repórteres João Maia Abreu, José Carlos Araújo, Leonor Poeiras, Beatriz Jalón, Cristina Ferreira, Joana Vilela e Felipa Saraiva.

2005: Casamento Real de Charles, Príncipe de Gales e Camilla Parker-Bowles

Andreia Duarte acompanha, em directo de Windsor, o casamento entre o príncipe Carlos e Camilla Parker Bowles. No estúdio, Júlia Pinheiro e Henrique Garcia comentam a cerimónia, com a ajuda de dois convidados, especialistas em protocolo e religião: o embaixador Bouza Serrano e o cónego António Rego.

2011: Casamento Príncipe William do Reino Unido e Kate Middleton

Na TVI, é Judite de Sousa quem, também a partir de Buckingham, conduz a emissão alargada, comentada por Felipa Garnel. A outra dupla, formada por Júlio Magalhães e Manuel Luís Goucha, estará em Westminster, mas é Cristina Reyna quem acompanha o percurso entre os dois pontos. A emissão começa logo pelas 08h30. 

A TVI transmitiu também o documentário "William e Kate, Uma História Real" na véspera do casamento real.

2011: Casamento Príncipe Albert do Mónaco e Charlene Wittstock

Para acompanhar todos os pormenores deste dia tão importante para o Principado do Mónaco, Judite de Sousa, Filipa Garnel, Júlio Magalhães e Manuel Luís Goucha juntam-se para uma emissão especial, na qual acompanharão a par e passo todos os pormenores deste grande acontecimento para a realeza europeia, desde as deslocações dos convidados até ao Palace Place à cerimónia religiosa que unirá Alberto e Charlene. Uma emissão alargada a não perder, em simultâneo na TVI e TVI24 entre as 14h00 e as 19h00 de dia 2 de Julho.

2018: Casamento Príncipe Harry e Meghan Markle

A TVI tem Manuel Luís Goucha, Judite Sousa e Raquel Matos Cruz em direto no local, na manhã de sábado.

Paparazzi: Culpados ou Inocentes

A TVI transmitiu este documentário no dia 31 de Agosto de 2007. "Paparazzi - Culpados ou Inocentes", sobre a morte da Princesa Diana, registou 5.7% de audiência média e 28.3% de share.

20
Jan19

Eventos da Realeza na SIC

desenhosanimados-anos90

1997: Morte e Funeral da Princesa Diana

A SIC foi o primeiro canal a dar conta da notícia da morte da Princesa Diana na madrugada em que ocorreu o acidente. Nesse dia transmitiu também o especial "Em Memória de Diana".

O especial do funeral da Princesa Diana foi conduzido por Nuno Santos, em Londres estiveram os jornalistas José Alberto Carvalho, Alberta Marques Fernandes e Martim Cabral.

1997: Casamento Infanta Cristina de Espanha e Iñaki Urdangarin

1999: Casamento Príncipe Andrew do Reino Unido e Sophie 

A SIC interrompeu o Big Show SIC para apresentar a cerimónia - que teve início às 17h00. A emissão na SIC foi conduzida por Júlia Pinheiro a partir de Windsor.

2004: Casamento Real Felipe, Príncipe das Asturias e Letizia Ortiz

No dia 22 de Maio de 2004, sábado, a SIC acompanhou a par e passo o casamento de Filipe de Espanha com Letizia Ortiz. Para a cobertura do grande acontecimento em terras de 'nuestros hermanos' o canal de Carnaxide preparou uma emissão especial, com a coordenação do jornalista Paulo Camacho. 

No exterior, João Adelino Faria e Rita Ferro Rodrigues são os enviados especiais a Madrid, enquanto que, em estúdio, o programa é conduzido por Conceição Lino e um painel de vários convidados. A dupla de estilistas Manuel Alves/Manuel Gonçalves vai comentar as 'toilletes' dos convidados reais e, claro está, do vestido de noiva de Letizia Ortiz, que tanto tem dado que falar. A 'socialite' Lili Caneças, uma das maiores conhecedoras do 'jet set' da aristocracia internacional, está encarregue de identificar o quem é quem da vasta lista de convidados da realeza espanhola. Para comentar o exigente protocolo da cerimónia estará em estúdio Mário Quartim Graça, chefe de Protocolo da Câmara Municipal de Lisboa, antigo adido da embaixada de Portugal em Madrid e responsável pelo protocolo no casamento de D. Duarte e D. Isabel Heredia. Para finalizar, José Carneiro de Almeida, especialista em Liturgia, assegura os comentários relativos à parte religiosa da cerimónia.

2005: Casamento Real de Charles, Príncipe de Gales e Camilla Parker-Bowles

A estação de Carnaxide optou por direccionar o casamento para a informação. O Primeiro Jornal da SIC começa mais cedo, ao meio-dia, com alguns comentadores em estúdio para falar sobre o acontecimento real, e haverá vários directos de Windsor das 12.35 às 12.50, das 13.10 às 13.25 e das 13.30 às 13.45.

No canal do cabo SIC Notícias, o directo acontece entre as 14.15 e as 14.30. Martim Cabral, subdirector de informação da SIC e jornalista que trabalhou na BBC em Londres durante 25 anos, vai assegurar os directos a partir de Windsor. Em estúdio, a fazer os comentários, estará Paulo Lwounds Marques, um conhecedor da monarquia britânica. A SIC conta ainda com os meios da parceira Sky para a emissão da boda real.

2011: Casamento Príncipe William do Reino Unido e Kate Middleton

Na SIC, cabe a Júlia Pinheiro ‘apadrinhar' o casamento real a partir das 09h00 numa emissão especial do Querida Júlia. A apresentadora, juntamente com Martim Cabral, estará num estúdio com uma vista panorâmica sobre Londres. Em Lisboa, Ana Marques, de manhã, e Conceição Lino, à tarde, asseguram as emissões especiais dedicadas ao casamento do século. Na informação, Clara de Sousa e Sara Oliveira Antunes seguem a boda em directo do Palácio de Buckingham, a residência oficial da família real, e da abadia de Westminster.

No mesmo dia no programa "Boa Tarde", D.Duarte foi entrevistado para falar do Casamento Real do Reino Unido e houve também ligações em direto a Londres.

Há noite a SIC transmitiu o documentário "Kate e William, o Noivado Real":

2018: Casamento Príncipe Harry e Meghan Markle

Já a SIC investe numa equipa de cinco comunicadores, entre informação e entretenimento. Júlia Pinheiro e Clara de Sousa são as cabeças de cartaz de Carnaxide, mas a comitiva inclui ainda os jornalistas Joana Latino e Martim Cabral e a apresentadora Sofia Cerveira.

No mesmo dia a SIC transmitiu o filme "Harry e Meghan: Um Romance Real".

Felipe e Letizia (telefilme)

Diana (telefilme)

Diana, A Nossa Mãe

Grande Reportagem SIC sobre a Rainha Elizabeth II

Reportagem Especial - A Princesa da América

SIC Apresenta: Camilla - Ser ou Não Ser?

Na madrugada de 7 de Abril de 2005, dias antes do casamento de Camilla Parker Bowles a esposa do herdeiro da Coroa britânica, a SIC exibiu o documentário "Rainha Camilla?".

Realizado por Alan Scales para a BBC Worldwide, em 1999, o documentário, que no seu título original se intitula Queen Camilla, questiona a maneira como Camilla será aceite pelos britânicos, numa altura em que a possibilidade de um casamento com o príncipe herdeiro da Coroa britânica parecia afastada.

O documentário de Alan Scales aborda a juventude de Camilla e a de Carlos, o enlace amoroso, os anos turbulentos, quando Carlos se casou, e perspectiva ainda a maneira como os britânicos irão aceitar uma Rainha Camilla.

Diana: a história de uma princesa (filme)

A SIC exibiu no dia 31 de Agosto de 2007, "Diana, A História de Uma Princesa", às 1h15, programa que repetiu na SIC Mulher, em duas partes, às 23h30 no sábado e domingo. 

27
Dez18

História SIC

desenhosanimados-anos90

Fundação

img_818x455$2016_03_05_22_22_34_518512.jpg

Francisco Pedro Balsemão é o CEO da Impresa e Francisco Pinto Balsemão é o Presidente da Impresa e é o fundador da SIC.

Em 1989, é constituída uma ‘joint-venture’ com o grupo brasileiro abril que deu origem ao nascimento da primeira revista de negócios em Portugal – Exame – e marcou a entrada do Grupo na área de revistas.

Em março de 1991 o Capital Social da Controljornal é aberto a investidores externos, criando-se uma “super” holding – IMPRESA – que concorre à atribuição dos primeiros canais de televisão privados, e tornando-se num dos acionistas fundadores da SIC – Sociedade Independente de Comunicação.

Em outubro de 1992, arrancam as emissões da SIC, o 1º canal de televisão privada em Portugal.

17084807_mzjjM.jpeg

A antiga sede da SIC em Carnaxide.

A nova sede em Paço D'Arcos.

1992 - 2001: Era Emídio Rangel

naom_512656a7c3c26 (1).jpg

Emídio Rangel foi o primeiro diretor geral e de programas da SIC. Foi pela mão de Emídio Rangel que foram lançados diversos formatos que levaram a SIC à liderança como Big Show SIC, Chuva de Estrelas, Perdoa-me, Mundo Vip, Surprise Show, A Noite da Má Lingua, All You Nedd Is Love, Ponto de Encontro, SIC 10 Horas, Buéréré, Fátima Lopes, Herman SIC, Noites Marcianas, Negócio Fechado, Zip Zap, Dá-lhe Gás ou Roda dos Milhões, e lançou o primeiro reality show do canal, Acorrentados, e outro reality show, O Bar da TV

Na ficção nacional destacam-se a série de sucesso Médico de Família, as séries de Camilo de Oliveira ou a sit-com Os Malucos do Riso e a série A Minha Família é uma Animação, Uma Aventura e outras séries. Foram também lançados vários telefilmes e foi criada a SIC Filmes.

Foi lançada a primeira telenovela portuguesa da SIC, Ganância.

Destaca-se a aposta em telenovelas da Rede Globo em exclusivo para Portugal.

A SIC desde a sua estreia que mudou a forma de fazer informação em Portugal, com formatos mais próximos das pessoas como a Praça Pública que dava voz aos portugueses.

Os principais espaços informativos da SIC, desde o seu início, são o Primeiro Jornal e o Jornal da Noite.

Foi também Emídio Rangel que lançou a gala anual Globos de Ouro, que a SIC transmite desde 1996.

Foi também Emídio Rangel que lançou os primeiros canais do cabo, SIC Gold, SIC Notícias e SIC Radical.

Emídio Rangel saiu da SIC em 2001, mudando-se para a RTP, e levou consigo alguns profissionais da estação como jornalistas e apresentadores.

2001 - 2005: Era Manuel Fonseca

ng1484363[3].jpg

Manuel Fonseca substituiu, em 2001, Emídio Rangel na direcção de programas da SIC.

Desta fase destacam-se programas como Às Duas por Três, Bombástico, Levanta-te e Ri, O Sono da Verdade, Terça em Grande, Masterplan - O Grande Mestre, O Meu Nome é Ágata, Na Casa do Toy, Senhora Dona Lady, Um Sonho de Mulher, Esquadrão G, Ídolos, A Linha da Sorte, Pulsações, Êxtase, 5 Estrelas, À Sombra da Bananeira, Juras de Amor, Campeões Nacionais ou K7 Pirata.

Estrearam também os programas infantis Io-Iô, SIC a Abrir, SIC Altamente, Fun Totil e Totil Total.

Na ficção nacional destaca-se as novelas Fúria de Viver, O Olhar da Serpente e O Jogo. Nesta fase também foram lançadas as séries Só Gosto de Ti, Não Há Pai!, Maré Alta, Camilo em Sarilhos, Zero em Comportamento e novas temporadas de Uma Aventura. E a mini série Até Amanhã Camaradas. As novelas da Rede Globo continuaram a ser uma aposta da SIC.

Na informação foram lançados os programas "Hora Extra" e "País em Directo".

No desporto, a SIC assegurou a transmissão de nove jogos do Euro 2004, com destaque para o segundo jogo da selecção portuguesa, frente à Rússia, assim como um jogo dos quartos de final do Campeonato Europeu de Futebol de 2004.

A 26 de setembro de 2005 a SIC anunciou a saída de Manuel Fonseca da direção de programas. 

2005 - 2008: Era Francisco Penim

2750595_A101-3778077_WEB.jpg

Em 2005 Manuel Fonseca deixa a direcção de programas da SIC e é substituído por Francisco Penim.

Teresa Guilherme ficou com responsável pela produção da ficção nacional.

Desta fase destaca-se o lançamento de várias telenovelas portuguesas como o sucesso JuraVingança e Resistirei, e as novelas juvenis Floribella e Chiquititas. Nas séries destaque para 7 VidasAqui não Há Quem Viva, Hora H e uma nova temporada de Uma Aventura. Mas as telenovelas da Rede Globo continuaram a ser uma aposta da SIC.

Francico Penim acabou com os programas SIC 10 Horas e Às Duas por Três, sendo substituídos por os programas Fátima e Contacto. Destaque também para os programas O Pior Condutor de Sempre, Família Superstar, Pegar ou Largar ou A Ganhar é Que a Gente se Entende. Destaque para o especial de aniversário, "Parada SIC", realizado em 2006 e 2007.

Em 2006 a SIC foi a estação oficial em Portugal do Campeonato do Mundo da FIFA 2006.

Na informação destaque para "O Programa da Manhã".

Em dezembro de 2007 Francisco Penim saiu da direção de programas da SIC e em janeiro de 2008 saiu da SIC.

2008 - 2011: Era Nuno Santos

ng1220490.jpg

No inicio de 2008 foi anunciada a entrada de Nuno Santos na SIC como director de programas.

Nesta fase destaque para os vários programas de entretenimento que foram produzidos nesta fase como Chamar a Música, Atreve-te a Cantar, Ídolos, Achas que Sabes Dançar?, À Procura do Sonho, O Momento da Verdade, Lucy, Alta Definição, E-Especial, Fama Show ou Peso Pesado.

Estreia de novos programas para as manhãs e tardes, Companhia das Manhãs e Vida Nova.

Em setembro de 2010 estreou o novo programa das tardes Boa Tarde apresentado por Conceição Lino.

df.jpg

Em Janeiro de 2011 é anunciada a contratação de Júlia Pinheiro, que regressa à SIC. Em março desse ano estreia o novo programa das manhãs Querida Júlia apresentado por Júlia Pinheiro.

Na ficção nacional foram produzidas as telenovelas Podia Acabar o Mundo, Perfeito Coração e Laços de Sangue, e as novelas juvenis Rebelde Way e Lua Vermelha.

Foram também produzidas as séries VIP Manicure,Cenas do Casamento, A Família Mata e Camilo, o Presidente e a mini série A Vida Privada de Salazar.

Destaque também para o lançamento do telefilme Uma Aventura na Casa Assombrada.

Continua a aposta em telenovelas da Rede Globo.

Na informação destaque para Nós por Cá.

No desporto, foi a partir de 2009 que a SIC começou a emitir jogos da Liga Europa da UEFA até à atualidade.

Foi em agosto de 2011 que Nuno Santos saiu da SIC.

2011 - 2018: Era Luís Marques, Júlia Pinheiro, Gabriela Sobral e Luís Proença

Gabriela-Sobral-e-Luís-Proença.jpg

Com a saída Nuno Santos, foi a vez de Luis Marques já Diretor-Geral da SIC ficar responsável pela área de Conteúdos, sendo nomeado Diretor-Geral de Conteúdos da SIC. Após a sua saída em 2016, Francisco Pedro Balsemão assumiu a responsabilidade da Supervisão de Orientação de Emissões da SIC até 2017, ficou a coordenar a direção de programas da SIC, com a restante equipa de direção.

Em janeiro de 2017 Francisco Pedro Balsemão abdica da responsabilidade de Supervisão da SIC, Gabriela Sobral e Luís Proença foram nomeados Diretores de Programas da SIC, mas desde 2011 que estavam na direção de programas. Luís Proença foi Diretor de Antena , Gestão de Programação e Projetos Novas Plataformas da SIC e Gabriela Sobral foi Diretora de Produção e Coordenação de Projetos da SIC e mais tarde Diretora de Conteúdos da SIC.

Na ficção nacional reforçaram a aposta em telenovelas portuguesas, onde se destaca Rosa Fogo, Dancin' Days, Sol de Inverno, Mar Salgado, Coração d'Ouro, Amor Maior ou Paixão. Em 2015 foi lançada a segunda faixa de ficção nacional com Poderosas, Rainha das Flores, Espelho d'Água ou Vidas Opostas. Continua a aposta em telenovelas da Rede Globo.

No entretenimento destaque para Portugal tem Talento, Ídolos, Toca a Mexer, Vale Tudo, Splash! Celebridades, Cante se Puder, Sabadabadão, Factor X, Shark Tank , Achas que Sabes Dançar?, o Super Nanny, entre outros.

Os talk shows diários foram o Queridas ManhãsGrande Tarde e Juntos à Tarde.

Na informação destaque para o programa "E Se Fosse Consigo?" de Conceição Lino.

No desporto a SIC transmitiu em direto e em exclusivo oito jogos da Copa do Mundo FIFA de 2018.

2018 - Atualidade: Era Daniel Oliveira

Z4A0516_resized.jpg

No final de junho de 2018, Daniel Oliveira foi nomeado diretor de programas da SIC, cargo até ai ocupado por Gabriela Sobral e Luís Proença.

Daniel Oliveira é o novo diretor-geral de entretenimento da Impresa, sendo também, por conseguinte, o novo diretor de programas da SIC e dos seus canais temáticos e responsável pelos produtos digitais na área do entretenimento do grupo.

27 (1).jpg

Após 16 anos a trabalhar na TVI, Cristina Ferreira é contratada pela SIC, protagonizando uma contratação milionária. Na SIC irá assumir a apresentação do programa da manhã e irá assumir o cargo de Consultora Executiva da direção geral de entretenimento da Impresa. Em Janeiro de 2019 estreia O Programa da Cristina.

Em Outubro de 2018 estreia o programa Júlia pela Júlia Pinheiro e o reality show Casados À Primeira Vista apresentado por Diana Chaves.

Manuela Moura Guedes estreou-se na SIC com a rubrica A Procuradora no Jornal da Noite.

Em 2019 estreia o reality show O Carro do Amor e Lip Sync Portugal - Playback Total.

 

Canais SIC:

SIC:

O primeiro canal de televisão privado em Portugal.

SIC, cujas transmissões tiveram início a 6 outubro de 1992, foi o primeiro canal de televisão privado a operar em Portugal, tornando-se um contributo para a pluralidade e independência da informação.
Em apenas três anos, em maio de 1995, a SIC alcançou a liderança nas audiências através de uma forte aposta em programas de informação, entretenimento, documentários e programas de ficção, falados em português, alicerçados numa estratégia de marketing.

Uma das grandes apostas da SIC, que se destacou claramente no panorama televisivo, foi a informação, aliada à independência, rigor, qualidade e irreverência que caracterizam o “estilo SIC”.
Sempre na procura da inovação, a SIC, em 2000, entrou no universo dos canais de cabo e em 2007 entrou em plena era digital e em multiplataformas com conteúdos interativos. Hoje, a componente multimédia é uma prioridade no universo SIC, reunindo um conjunto de sites e multiplataformas online em constante renovação.

SIC destaca-se, ainda, pela sua ficção nacional tendo sido já distinguida com um Emmy de Melhor Novela Internacional com “Laços de Sangue”, e “Mar Salgado” foi uma novela líder de audiências durante toda a sua exibição. A aposta na ficção nacional é uma prioridade e fator de distinção da SIC dos outros canais generalistas em Portugal.

Desde o dia 6 de outubro de 2016 que a SIC está a ser emitida em HD em todos os operadores nacionais. A SIC HD pode ser vista no canal 303.

Em 2017, celebrou o seu 25.º aniversário com diversas iniciativas, das quais o grande destaque vai para a Digressão SIC de Todos Nós, que percorreu as 18 capitais de distrito de Portugal Continental durante os meses de junho, julho, agosto, setembro e outubro.

SIC Internacional:

Um canal dedicado aos portugueses espalhados pelo mundo e aos países de língua oficial portuguesa.

SIC Internacional iniciou as suas emissões no dia 17 de setembro de 1997, com o objetivo de chegar a todos os portugueses e países de língua oficial portuguesa no mundo. Atualmente, o canal é visto em França, Suíça, Luxemburgo, Bélgica, Andorra, Estados Unidos da América, Canadá, Angola, Moçambique, África do Sul, Brasil, Austrália, Reino Unido e Cabo Verde.

No total, 10 milhões de telespetadores têm acesso à SIC Internacional através dos sistemas de cabo, satélite e IPTV. Uma posição global que confere à SIC Internacional um lugar de destaque na difusão de conteúdos em língua portuguesa.

Da grelha de programação fazem parte a informação, o entretenimento e a ficção do universo SIC. O canal apresenta também o melhor do desporto nacional, com a transmissão dos jogos da Primeira Liga de Futebol. De destacar o programa de produção própria “Alô Portugal” apresentado por José Figueiras.

A 13 de março de 2017, a SIC reforçou a sua aposta em África através de um reposicionamento da SIC Internacional que lançou uma nova imagem e uma oferta mais próxima para este continente. O canal apresenta uma grelha de programação com novos conteúdos e reforça a emissão de programas premium, como a ficção e o desporto. A aposta na SIC Internacional África é um passo crucial para a consolidação da SIC como canal de referência nos mercados de língua portuguesa, territórios fundamentais para a expansão internacional do Grupo Impresa.

A 27 de junho de 2018, a SIC Internacional passou a estar disponível em todo o território dos Estados Unidos da América através da Comcast. A parceria com a segunda maior operadora americana, permite à SIC Internacionalreforçar a presença no Pay-TV em estados como Califórnia, Texas, Virgínia ou Pensilvânia onde até agora o canal só chegava por DTH.

SIC Internacional chega hoje a 10 milhões de telespetadores em todo o mundo através dos sistemas de cabo, satélite e IPTV. O canal é distribuído em França, Suíça, Luxemburgo, Bélgica, Andorra, Reino Unido, Alemanha, EUA, Canadá, Brasil, Austrália, Moçambique, África do Sul, Angola e Cabo Verde. Uma posição global que confere à SIC Internacional um lugar de destaque na difusão de conteúdos em língua portuguesa.

 

SIC Notícias:

SIC Notícias é um canal exclusivamente dedicado à informação.

Nascida a 8 de janeiro de 2001, foi o primeiro canal de informação 24 horas em direto e em português.

SIC Notícias é rigorosamente pensada para responder ao público exigente que pretende estar sempre informado. Este canal, introduziu em Portugal um novo conceito de informar, apresentando-se com grandes blocos de informação diários, moderados pelas caras mais conhecidas da estação.

SIC Notícias oferece também edições especiais e programas temáticos, onde a economia, a saúde, as entrevistas, o espetáculo, a moda e o desporto merecem grande relevo.

SIC Radical:

SIC Radical um canal que mostra caminhos alternativos.

Desde o seu nascimento, a 23 de abril de 2001, que a SIC Radical ocupa um espaço único no panorama audiovisual português.

O canal é hoje uma das maiores fábricas de talentos já feita em Portugal, de onde saíram personalidades como Rui Unas, Fernando Alvim, Gato Fedorento, Homens da Luta, entre outros. É, desde o seu nascimento, um canal com diferentes perspetivas sobre os mais variados temas, e, acima de tudo, pretende que a sua audiência decida por si própria, escolha, critique e defenda os seus próprios ideais.

A SIC Radical tem sido o canal de não notícias preferido dos homens jovens portugueses (15-34 anos), tendo tido durante a sua história grandes momentos de destaque. Para isso contribuíram alguns momentos marcantes como o apoio aos festivais de verão, nomeadamente ao Rock in Rio, Sumol Summer Fest, Super Bock Super Rock, Meo Sudoeste, Sol da Caparica, Caparica Primavera Surf Fest, Mexefest e Vodafone Mexfest.

SIC Mulher:

Um canal temático da SIC dirigido ao público feminino.

A 8 de março de 2003, Dia Internacional da Mulher, nasceu a SIC Mulher, o canal temático da SIC dirigido a um público feminino.

SIC Mulher é o único canal com olhar feminino.

Desde o seu lançamento conseguiu alterar mentalidades, aproximar os temas femininos do panorama nacional, lançar novos rostos e novas tendências. É um canal dedicado à Mulher no seu mais amplo conceito, potenciando o seu lado mais independente e cosmopolita de uma forma saudável, atraente e inovadora. Os temas essenciais do canal são a beleza, moda, decoração e culinária.

SIC K:

Recheado de surpresas e apostando na variedade, a SIC K foi o primeiro canal ensaiado em Portugal, pensado exclusivamente para jovens entre os 7 e os 14 anos e tem como princípios o divertimento, a inteligência e o espírito crítico de cada um.

Na sua génese é um canal de entretenimento, com programação em português. A SIC K tem ainda uma grande componente de responsabilidade social para com o seu público.

Com uma grelha de programação cheia de aventuras, desenhos animados e não só, a SIC K procura desenvolver o espírito crítico dos seus telespetadores, independentemente da idade.

SIC Caras:

O mais recente canal temático da SIC é a extensão natural da revista “Caras” em televisão.

O canal SIC Caras nasceu em 2013 como exclusivo NOS, mas no início de 2016 passou a estar também na MEO e VODAFONE.

SIC Caras nasceu como uma nova marca de entretenimento em Portugal, que se soma à oferta pioneira dos canais temáticos do Grupo Impresa. É um canal dinâmico, positivo, que herda o nome e os valores da revista “Caras”, a referência das publicações de social em Portugal, cruzando-os com o know-how e historial da SIC na abordagem à indústria do entretenimento.

SIC Caras tem um olhar especializado sobre o universo das celebridades nacionais e internacionais, tendo uma oferta ao nível da programação que toca vários géneros televisivos: notícias, reportagens, análise, entrevistas, debates, talent shows, ficção, documentários, magazines, programas de auditório, talk-shows, grandes eventos e emissões especiais.

SIC Caras pretende ser o canal de referência do mundo do espetáculo em Portugal, dando um contributo sólido, original e criativo, somando valor à oferta já disponibilizada pelo Grupo Impresa nos seus diversos títulos.

Canais Extintos:

SIC Gold:

A SIC GOLD teve a sua primeira emissão a 29 de Junho de 2000. Em 2002 A SIC GOLD passou a ser SIC Sempre Gold e tornou-se assumidamente num canal de clássicos de televisão não se limitando a programar conteúdos originalmente transmitidos na SIC generalista. 

 

Sic_sempre_gold.pngA SIC Sempre GOLD pretende ser uma estação familiar. Para isso, a oferta da grelha de programação passou a incluir séries estrangeiras, legendadas. São sucessos de há 20/30 anos que apelam à memória colectiva de todos os telespectadores com mais de 35 anos de idade 

SIC Comédia:

A SIC COMÉDIA iniciou as suas emissões regulares a 18 de Outubro em substituição do canal SIC GOLD. Este mais recente canal temático da SIC assume-se como fornecedor de conteúdos de âmbito humorístico e de comédia, tem uma grelha de 24 horas por dia composta por séries, sitcoms, talkshows nacionais e estrangeiros. O lançamento, do que é o 5º canal de televisão desenvolvido pela SIC para a plataforma de cabo, veio reforçar a estratégia da SIC na criação de canais temáticos pioneiros, inovadores e de qualidade.

05
Out18

Evolução logótipo SIC

desenhosanimados-anos90

1992:

WVpykKO.jpg

Natal 1996-1998:

WVpykKO.jpg

1998-2001:

WVpykKO.jpg

Natal 2000:

WVpykKO.jpg

2001-2002:

WVpykKO.jpg

2002-2004:

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

mw-1920.jpg

1.jpg

WVpykKO.jpg

WVpykKO.jpg

1.jpg

WVpykKO.jpg

WVpykKO.jpg

WVpykKO.jpg

WVpykKO.jpg

WVpykKO.jpg

WVpykKO.jpg

1.jpg

Natal 2002:

1.jpg

Natal 2003:

1.jpg

Natal 2004:

1.jpg

2006:

WVpykKO.jpg

1.jpg

2006-2007:

WVpykKO.jpg

2007-2008:

WVpykKO.jpg

2008:

WVpykKO.jpg

2008-2009:

WVpykKO.jpg

Natal 2008:

1.jpg

2009-2011:

WVpykKO.jpg

Natal 2009:

1.jpg

2010:

WVpykKO.jpg

Natal 2010:

1.jpg

2011:

WVpykKO.jpg

Natal 2011:

1.jpg

Natal 2012:

1.jpg

2013-2014:

WVpykKO.jpg

Natal 2013:

1.jpg

2014-2016:

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

mw-1920.jpg

Natal 2014:

1.jpg

Natal 2015:

1.jpg

Natal 2016:

1.jpg

SIC 25 Anos:

1.jpg

Natal 2017:

1.jpg

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D